Arquivo mensal: novembro 2010

Jogando por Música – 30/11/2010

Padrão

Motörhead é confirmado no Rock in Rio

rock in rio 2011

Banda tocará no Dia Metal, assim como nova-iorquinos do Coheed and Cambria

O Rock in Rio 2011 acaba de ganhar uma atração de peso, literalmente. Lendas do rock, os britânicos do Motörhead vão se apresentar no Dia Metal do festival, que acontece entre 23 de setembro e 02 de outubro. O grupo Coheed and Cambria, de Nova York, também integra a escalação, ao lado de Metallica, Sepultura e Angra – os brasileiros, no entanto, tocarão em um palco menor, o Sunset. A data é 25 de setembro, terceira noite do evento.

Liderado pelo carismático Lemmy Kilmister, o Motörhead tocou esse ano no Rock in Rio Lisboa, inaugurando sua presença na marca. A banda prepara o lançamento de seu 28º álbum, "The World is Yours", agendado para janeiro.

Cada dia do Rock in Rio privilegiará um ritmo diferente. O público já pode comprar no site oficial o Rock in Rio Card, espécie de voucher para aqueles que querem garantir seu lugar com antecedência. A troca por um ingresso será feita a partir do dia 11 de janeiro, antes da venda oficial. O primeiro lote custa R$ 190 (inteira) e R$ 95 (meia-entrada). Até o momento, 62 mil unidades foram vendidas.

Carlinhos Brown lança dois novos discos de samba e pop

Por MARCUS PRETO

carlinhos_003-1-1-640x398

Tal qual fez, em 2006, sua colega de Tribalistas Marisa Monte, o profuso Carlinhos Brown coloca na praça dois álbuns simultâneos –um deles, talhado sob preceitos da tradição do samba; outro, guiado pela excitação pop.

"Diminuto" e "Adobró" foram produzidos em apenas quatro meses. Suas 20 faixas, pinçadas de uma pré-seleção de 120 inéditas do compositor. Ele afirma que tem, no baú, mais de 500 prontas.

"Eu não escolho a música que passa por mim –ela me escolhe. Estou fazendo uma música pesada, saio para tomar água e volto com uma música suave", diz. "A gente tem dois ouvidos, é estéreo, não temos um sentimento só para colocar para fora."

Transitando também pelo pagode à Originais do Samba, "Diminuto" percorre a raiz de Candeia, Monsueto, Batatinha, Caymmi. Há parceria com os Tribalistas Marisa e Arnaldo Antunes e participação de Chico Buarque (lendo o texto "Suor Caseiro", do próprio Brown).

"Adobró" é a voz sincrética do percussionista que ele sempre foi, misturando linguagem iorubá, o nosso português e o de Angola –o que o compositor define como "uma saudade das festas de infância, que eram trilingues, eram as minhas raves".

Há inglês também. Muito. Como sempre, vem costurado aos outros idiomas pelo fio sonoro, sensorial.

Na faixa "Tantinho", por exemplo, tudo se mistura. Intercalado entre versos em português, o refrão cola iorubá e inglês: "Decundé Odá/ Odara, Odara, Thiririri, Yara/ Oh, Oh Yeah!".

Essa maneira um tanto nonsense com que Brown constrói desde sempre suas letras já virou sua marca. A inconsciência, ele diz, comanda todo trabalho. "Escrevo como se tivesse tocando timbau. Percussão, não se pensa. Se pensar, esfria. Escrita também tem disso", diz.

Para ele, as palavras não precisam existir no dicionário para fazer sentido. "São imagens melódicas e rítmicas que acessam outras coisas no nosso pensamento. E trazem prazer. O acaso se encarrega, dentro da melodia, de que cada ouvinte encontre seus sentidos pessoais."

DIMINUTO e ADOBRÓ
ARTISTA Carlinhos Brown
LANÇAMENTO Candyall Music/Sony
QUANTO R$ 24,90 (cada disco)

U2 fará show em SP em 9 de abril de 2011

360milan2

Banda irlandesa retorna ao país para apresentação única; grupo Muse abre a noite

O U2 realizará uma apresentação no estádio do Morumbi, em São Paulo, no dia 9 de abril de 2011. A banda britânica Muse fará a abertura da noite.

O anúncio foi feito em conjunto pelas produtoras Live Nation (americana) e Time 4 Fun (brasileira). Segundo os produtores, a atual turnê do quarteto irlandês, a U2 360°, terá sido vista por mais de 4,5 milhões de fãs quando chegar ao Brasil.

A série de shows tem esse nome porque, no palco, há um sistema cilíndrico de vídeo interligando painéis em LED e uma estrutura de aço de cerca de 50 metros de altura. O palco possui pontes rotativas possibilitando visualização de praticamente todas as partes do estádio.

Os ingressos para o show começarão a ser vendidos por R$ 70 (cadeira superior amarela, com visão parcial do palco) – a pista custará R$180. Os setores mais caros (cadeiras superiores do estádio) custarão R$ 380.

A pré-venda para clientes dos cartões Citibank, incluindo os cartões Credicard e Diners, acontece nos dias 4 e 5 de dezembro deste ano. Para o público em geral, em 7 de dezembro. As entradas poderão ser compradas pelo telefone 4003-0806 (válido para todo o país) e pelo site www.ticketsforfun.com.br. Membros do site oficial do U2 poderão obter ingressos antes da pré-venda para clientes Citibank.

 

O nosso lançamento de hoje vem do Rio Grande do Norte

rejane luna

Ontem à noite, ‘fuçando’ pela net, encontrei esta potiguar, dona de um timbre doce e um sotaque original e sem maquiagem (o que achei bem legal). Escolhi a música “Sabe-se Lá” por ser a de trabalho, mas em sua página no Palco MP3 tem outras belas canções, que em breve apresentaremos aqui no JpM da Liberdade FM 99,7.

Rejane Luna iniciou sua carreira profissional em 1998. Em seu primeiro CD, intitulado “Rejane Luna”, gravou canções próprias, como “Sabe-se lá”, uma parceria sua com a poetisa portuguesa Rita Alves da Silva, que venceu o Prêmio Hangar de Música na categoria “Melhor música”.

Vencedora do Prêmio Hangar de Música, também na categoria de “Intérprete Revelação”, Rejane fez duas temporadas de shows em Portugal, quando recebeu destaque da imprensa portuguesa: “A cantora brasileira Rejane Luna cantou e encantou o público presente em Arcos de Valdevez de viola em riste” (jornal Correio da Manhã), “A lua, a voz e o violão” essa foi a chamada da matéria que encerra dizendo: “Rejane Luna está entre nós para uma série de espetáculos, onde a sua voz e o violão têm todo o protagonismo” (jornal Euronotícias).

A batida diferente do violão, o saxofone e a voz, fazem de Rejane uma artista completa, que se agiganta no palco e vem se firmado em shows como o Lonas Culturais (RJ), Projeto seis e meia (RN), Fórum Cultural Mundial (SP), Circuito Cultural BB (PE), abrindo o show de grandes nomes como: Geraldo Azevedo, Zé Ramalho, João Bosco, Guilherme Arantes e Emílio Santhiago, sempre ovacionada pelo público.

Rejane Luna é o lançamento do JpM de hoje

Seu cd está a venda em todo o país, nas Livrarias Saraiva e Cultura.

Vale a pena coferir!!!

Para ouvir mais de Rejane Luna, acesse a sua página no Palco Mp3 clicando AQUI.

 

Bebel Gilberto empresta a voz para audiolivro e animação

bebel gilberto

A cantora Bebel Gilberto posa para foto de divulgação do disco "Momento"

Bebel Gilberto é conhecida por interpretar canções de jazz e bossa nova, mas agora a cantora usa a voz de outras maneiras.
Bebel recentemente narrou um audiolivro infantil e deu voz a uma personagem de desenho animado.
"Este foi o ano da locução", disse a cantora em entrevista à AP.
A cantora de 44 anos é um dos nomes cujas vozes participam do livro "Swing Cafe", lançado em setembro. Escrito por Carl Norac, o livro conta a história de zack, uma cigarra brasileira que sonha em cantar em Nova York.
"Quando fui convidada…eu disse sim imediatamente", disse Bebel Gilberto, que narra a história com o ator canadense David Francis. O livro inclui gravações clássicas de nomes do jazz, como Ella Fitzgerald, Duke Ellington, Cab Calloway, Fats Waller e Lionel Hampton.
"Todo o processo foi muito, muito agradável", afirmou a filha de João Gilberto e Miucha.
Foi depois de participar do livro que Bebel foi convidada a participar da animação "Rio", dirigida por Carlos Saldanha.
"Rio" é sobre o Rio de Janeiro e sua população, mas também sobre dois pássaros que voam para a cidade brasileira para conhece-la.
"Eu faço a voz de um tucano", disse Bebel Gilberto. "Foi maravilhoso." Apesar de não ter assistido ao filme terminado, a cantora declarou que as cenas que viu a deixaram com a impressão de que os realizadores retrataram o Rio de Janeiro "muito bem, ficou lindo."
O disco mais recente de Bebel Gilberto é "All in One", de 2009.

 

Bem, por hoje é só, amanhã temos encontro marcado as 09h00 pela Liberdade FM 99,7 e aqui em nosso ‘bloguinho’, claro!

FONTES: Palco MP3, iG, Folha de São Paulo, UOL, Facebook e Myspace.

Jogando por Música – 29/11/2010

Padrão

 

Começaram as vendas de ingressos para shows do Iron Maiden em 2011

iron-maiden-1

Começaram no último sábado (27/11) as vendas de ingressos para os shows da "The Final Frontier World Tour", que aterrisa no Brasil em março de 2011.

O Iron Maiden se apresenta com a nova turnê em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Recife e Curitiba. Os ingressos para as capitais paulista e paraense começam a ser vendidos amanhã. Os fãs do Rio de Janeiro poderão comprar ingressos a apartir do dia 02 de dezembro. No Recife as vendas começam dia 04 de dezembro. Dois dias depois, os ingressos estarão disponíveis tambpem em Brasilia. As vendas em Curitiba ainda não foram anunciadas.
Sobre a turnê que passa pelo Brasil, Bruce Dickinson, vocalista do grupo, comenta: “É sempre ótimo voltar à America Latina onde nossos fãs estão entre os mais apaixonados do planeta! Os fãs brasileiros são um exemplo perfeito dessa paixão e sempre sentimos uma enorme responsabilidade ao tocar ao vivo no Brasil, porque temos a obrigação de dar o nosso melhor, merecer a lealdade de todos esses fãs. É especialmente excitante nesta turnê – graças ao nosso “tapete mágico” ED Force One – a possibilidade de estar em lugares onde nunca estivemos. Estamos muito ansiosos por tocar em Belém pela primeira vez, queremos ver se os fãs são tão especiais como os do resto do Brasil. E, claro, será extremamente excitante se apresentar no Estádio do Morumbi em S.Paulo, em uma noite que promete ser muito especial! Para essa nova turnê, nós temos um palco completamente novo, como muitas novidades e um set list que trará musicas de nosso último álbum, The Final Frontier, além de músicas familiares de outros álbuns que temos certeza que os fãs querem ouvir e…. claro, um novo e espetacular Eddie!”

Confira as informações oficiais sobre a passagem do Iron Maiden pelo Brasil em 2011:

26/03/2011 – São Paulo/SP
Estádio do Morumbi – Praça Roberto Gomes Pedrosa
Abertura dos portões: 15h00
Horário do show: 21h30
Ingressos: R$ 350,00 (Pista Premium), R$ 190,00 (Pista), R$ 220,00 (Cadeira inferior A), R$ 220,00 (Cadeira inferior B), R$ 250,00 (Cadeira coberta azul), R$ 250,00 (Cadeira coberta vermelha), R$ 250,00 (Cadeira coberta laranja), R$ 300,00 (Cadeira premium azul), R$ 100,00 (Arquibancada azul), R$ 100,00 (Arquibancada vermelha), R$ 100,00 (Arquibancada laranja), R$ 120,00 (Arquibancada especial vermelha) e R$ 300,00 (Cadeira premium laranja)
Início das vendas: 27/11/2010
Classificação etária: 14 anos (menores de 14 anos acompanhados dos pais ou responsável legal)
Informações: 11 4003 1527 / www.livepass.com.br

27/03/2011 – Rio de Janeiro/RJ
HSBC Arena – Av. Embaixador Abelardo Bueno, 3.401

30/03/2011 – Brasília/DF
Ginásio Nilson Nelson – Asa Norte – Eixo Monumental

01/04/2011 – Belém/PA
Parque de Exposições
Ingressos: R$ 85,00 (Pista meia), R$ 170,00 (Pista Inteira), R$ 300,00 (Área Vip Meia), R$ 600,00 (Área Vip Inteira), R$ 250,00 (Camarote Meia) e R$ 500,00 (Camarote Inteira). Preços promocionais.
Início das vendas: 27/11/2010
Informações: (11) 8628-0011 / (81) 9637-7412 / (82) 3311-8202 / (84) 9951-8673

03/04/2011 – Recife/PE
Parque de Exposições – Av. Caxangá, 2.200

05/04/2011 – Curitiba/PR
Estacionamento do Expotrade

 

E o nosso lançamento de hoje vem das Alagoas: Gato Zarolho

GATO ZAROLHO

Felinos são animais curiosos: são pouco afeitos a ordens, vêem bem no escuro, mudam de quintal com pouca dificuldade… Se forem zarolhos então, nunca olham pra uma só direção…

Em Outubro de 2004, retomando, depois de um ano, um projeto prematuramente interrompido, a recém reestruturada GATO ZAROLHO, deu início aos ensaios que culminaram na estréia da banda no Museu da Imagem e do Som de Alagoas –MISA. A apresentação seguinte se deu no IV Festival de Cultura e Arte da UFAL – FUCA, cabendo ressaltar a participação em quatro grandes projetos culturais do Estado de Alagoas: VII FEMUSESC, onde obteve classificação com a música “Sozinha jornada marinha”, no TEATRO É O MAIOR BARATO, no MISA Acústico e na XVIII ARTNOR feira realizada nesse ano.

O processo de composição da banda busca desde seu início, valorizar a fusão da personalidade musical de seus integrantes. Dessa forma, não será difícil encontrar pitadas de regionalismo nordestino em meio a chorinhos e blues, músicas contemplativas em meio a experimentalismos harmônico-melodico-ritmicos.

Essas inquietações podem ser vistas diretamente nas letras das músicas como um lirismo inconformado.

De quantos modos uma música pode ser ouvida? Um poema pode ser lido? Um quadro pode ser olhado? A Gato Zarolho não sabe e recomenda que quem saiba não nos informe.

Afinal é esse não saber que nos estimula a mudar tanto de óculos, de ângulos, que faz a zabumba pesar nas nossas costas tanto quanto uma flauta.

O SHOW

O show tem aproximadamente 1 hora e 20 minutos de duração. Durante a apresentação há constante intervenções de poesias e danças, que complementam o sentido das músicas executadas.

Além de música, poesia, e dança, o show contará ainda com telão que ajudará a sintetizar a proposta da banda.

A dança, no show, estará destituída de suas funções puramente coreográficas: O experimental e o contemporâneo serão os ingredientes que irão compor as intervenções corporais.

Lançamento de hoje no Jogandp por Música

Segunda edição do Choro Jazz Jericoacoara espalha música pela areia
Por CARLOS BOZZO JUNIOR

jericoacoara

A vila de pescadores de Jericoacoara ou Jeri, assim alcunhada por seus moradores e fiéis frequentadores, terá cinco dias de shows, workshops e "canjas", com atrações imperdíveis, de graça.

O local, que fica no ponto mais setentrional da costa cearense, a 300 km de Fortaleza é uma APA (Área de Proteção Ambiental) situada no entorno do Parque Nacional de Jericoacoara. Seu acesso, por terra, só é possível utilizando-se veículos com tração nas quatro rodas, dada às condições da indefinida e mutante estrada de 20 km, entre dunas.

Com a expectativa de receber mais de 500 pessoas para o evento, medidas foram adotadas para garantir que o local não sofra impacto ambiental ou traga risco à população e aos seus muitos visitantes –na maioria estrangeiros.

"Haverá recipientes coletores para o lixo, banheiros químicos, ambulância e segurança suficiente para atender a todos", garantiu José Osmar Fonteles, secretário de Turismo e Meio Ambiente da Prefeitura de Jijoca de Jericoacoara, em entrevista à Folha, por telefone.

Idealizador e produtor do festival, o gaúcho Antonio Ivan Santos da Silva, 47, conhecido como "Capucho", disse à Folha, que "não tem sentido cobrar da população por isso".

"A música deve ser servida de graça, em Jeri, já que estão nos emprestando sua beleza natural como palco."

Por isso, não cobrará ingresso para nenhuma das atividades do evento orçado em R$ 448 mil para a sua realização.

O primeiro show será de Giuliano Eriston, 13, guitarrista, morador de Jeri, que despontou no evento passado ao participar de "canjas" que aconteceram nos bares, depois dos shows, ao lado de mestres como Arismar do Espírito Santo, Toninho Horta e o baixista Sisão Machado.

"Ele foi convidado a participar desta edição, como atração, por ser extremamente musical e ter atitude", explicou o produtor.

No time de craques e com muito mais experiência, está o polivalente acordeonista e compositor francês Richard Galliano, 59, apaixonado pela música brasileira, jazz, Bach (1685- 1750) e Sivuca (1930-2006) de quem foi amigo. Galliano pede a quem for escutá-lo que faça silêncio.

"Meu show é solo. Preciso disso", explicou, em entrevista à Folha, por telefone, de Ierevan, capital da Armênia, onde passou com sua turnê mundial. O músico prometeu interpretar algumas de suas composições como "Tango Pour Claude", "New York Tango", além de "Odeon", de Ernesto Nazareth (1863-1934), "Libertango", de Astor Piazzolla (1921-1992) e alguns standards de jazz escolhidos na hora.

"Canjas" musicais, nos bares e restaurantes da beira da praia, onde músicos se reúnem e tocam a vontade, estão garantidas no término dos shows.

Com um time de músicos virtuoses improvisando como este, impossível será recolher todas as notas musicais executadas, que devem ficar espalhadas pelas areias e arredores de Jeri, durante milênios. Estas jamais irão se decompor.

PROGRAMAÇÃO

Dia 30/11

Giuliano Eriston (CE) – 20h
Moderna Tradição (SP) – 21h.
Banda Mantiqueira (SP) – 23h

Dia 1/12

Trio Curupira (SP) – 21h
Manasses (CE) – 23h

Dia 2/12

Richard Galliano (França) – 21h
Rudy y Nini Flores com participação de Luiz Carlos Borges (Argentina/RS) – 23h

Dia 3/12

Dory Caymmi e Renato Braz (RJ/SP) – 21h
Joyce Moreno participação especial de Theo de Barros – 23h

Dia 4/12

Yamandú Costa (RS) – 21h
Hermeto Pascoal (AL) – 23h

OFICINAS/WORKSHOPS

Prática de Conjunto e Guitarra – Oficina com Arismar do Espírito Santo

Violão – Oficina com Maurício Carrilho

Violão – Oficina com Alessandro Penezzi

Piano – Oficina com André Marques

Composição – Oficina com Celso Viáfora

Sax – Oficina com Marcelo Bernardes

Panorama da MPB – Oficina com Pedro Aragão

Flauta – Oficina com Toninho Carrasqueira

Percussão – Oficina com Cleber Almeida

Bateria – Oficina com Márcio Bahia

Jogando por Música – Especial Halleluya 2010

Padrão

Salve!


.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

O programa de hoje foi especial, recebemos o grupo Missiánario Shalom, que está lançando o CD De Malas prontas. O grupo tem 12 anos de estrada e sete discos gravados. Conversamos com os integrantes: Leozany, Gustavo e Ozenir, que são músicos consagrados. Outro convidado especial foi o George, um dos organizadores do Halleluya 2010. Ele falou sobre a estrutura do evento, além de convidar o público para o evento.

Mais sobre Missionário Shalom

O Missionário Shalom, criado em 1998, foi uma resposta da Comunidade Católica Shalom à necessidade de evangelizar mais e com meios e métodos arrojados para o tempo de hoje. Inicialmente chamado de “Ministério de Música Missionário”, o grupo recebeu também a missão de ser um referencial do Carisma Shalom em sua vida e atividade missionária pelo Brasil.

Trabalhando em sua origem apenas a dimensão musical, com o tempo a dança foi assumindo mais e mais o seu espaço. A arte não seria uma simples e bela expressão humana, mas um poderoso meio de levar o Shalom do Pai, Jesus Cristo, ao coração dos homens.

Muito mais que servir a Comunidade em suas atividades, o MS deveria “partir”, extrapolar as fronteiras Shalom, abrir novos horizontes, estabelecer novos limites, não os geográficos, mas os do amor e encontrar o homem sedento de paz, sedento de Deus.

Fazem parte dele pessoas ligadas à Comunidade e à Obra Shalom, discernidas para, juntas, cumprirem a ordem do Senhor de : “Ide e evangelizai”.

Os primeiros trabalhos gravados foram:

* CD Sou teu Pai, 1998,
* CD Uno e trino, 1999,
* CD Todo Teu, 2000.

No biênio de 2001 e 2002, foi lançado o CD “Lançai as redes”. Este trabalho marcou o início de um novo tempo em sua missão, tempo de avançar para águas mais profundas, de lançar as redes e evangelizar mais e melhor.

Em 2003, veio o CD “Tempo de viver”, um convite a investir o tempo e a vida em Deus e dele receber a verdadeira felicidade.

Em 2006 foi lançado o CD “Estrangeiro Aqui”, lembrando a todos que somos chamados à eternidade e que aqui nesta terra somos estrangeiros pois o céu é o nosso lugar!

E agora em julho de 2010 estamos lançando o nosso mais novo Cd “ De Malas Prontas”, porque queremos expressar a nossa grande alegria de servir ao nosso bom Deus, por estamos de corpo, alma, coração e de malas prontas para irmos onde nos enviar.

Link para comprar o novo cd: CD-Malas-Prontas

Mais informações acesse: www.comshalom.org/missionarioshalom

FESTIVAL HALLELUYA 2010 – PROMETE SER O MAIOR EVENTO CATÓLICO DE SERGIPE

“Festival Halleluya 2010 – A Força que faz viver!”. Este é o tema do maior evento de entretenimento e lazer promovido pela Comunidade Católica Shalom que ocorrerá nos dias 26, 27 e 28 de novembro na Praça do Mercado. Este Festival já faz parte do calendário dos católicos da cidade de Aracaju no período das férias.

A Capital Sergipana já se prepara para receber a 5ª edição da festa que já se tornou tradição no calendário dos cristãos da cidade de Aracaju. Em 2009, o Halleluya reuniu mais de 22 mil pessoas durante os três dias do evento. A expectativa, este ano, é de que quase 50 mil pessoas participem da festa nos dias 26, 27 e 28 de novembro, na Praça do Mercado.
Na programação do evento, serão 15 apresentações artísticas, entre shows musicais, peças teatrais e espetáculos de dança nos mais diferentes estilos e vários ritmos (pop, rock, streetdance, axé, pagode, forró, música eletrônica, clássicos entre outros) e populares.
Tudo isso em toda área da festa. Serão mais de 300 voluntários trabalhando para garantir o conforto e comodidade do público.
Dois grandes destaques, entre as opções da estrutura do evento é o Espaço da Misericórdia e o Espaço Radicalidade Adventure. No primeiro, o público contará com o serviço de orientação e aconselhamento, através da oração e de confissões realizadas por mais de 10 padres da Arquidiocese de Aracaju. No segundo espaço, que é voltado para o público jovem, os visitantes contarão com uma estrutura de esportes radicais (tenda eletrônica, parede de rapel e paredão de escalada) e poderão desfrutar de sadios momentos de lazer durante a festa.

APRESENTAÇÕES ARTÍSTICAS

Este ano, serão 15 apresentações artísticas, entre shows musicais, peças teatrais e espetáculos de dança. Cerca de quatro bandas vindas dos quatro cantos do país vão se apresentar, a cada noite, intercaladas por espetáculos de dança e teatro. Uma das grandes novidades, este ano, será a tenda eletrônica do Espaço Radicalidade Adventure. Teremos novamente a apresentação do renomado Espetáculo do Canto das Irias, que no ano passado fez grande sucesso entre o público!
ATRAÇÕES
Já estão confirmadas as seguintes atrações: Anjos de Resgate, Cosme, Davidson Silva, Diego Fernandes, Pe. Aélio Nascimento, Missionário Shalom, Alto Louvor, Forró Brasa Vida, Canto das Írias, Pagode Metanóia e Antônio Persane.

ESTRUTURA

Na Praça do Mercado, será reservada uma grande área que abrigará toda a infra estrutura do Festival. Serão mais de 300 voluntários trabalhando para garantir o conforto e comodidade ao público. Além disso, serão montados stands, praça de alimentação, camarim, backstage, sala de imprensa, enfermaria, posto do Corpo de Bombeiros. O estacionamento será garantido no entorno da praça.

ESPAÇO RADICALIDADE ADVENTURE

A grande novidade será o Espaço Jovem Radical, onde os jovens poderão praticar esportes radicais e interagir com os mais diversos públicos. “Nós queremos atrair jovens de todos os perfis. Jovem gosta de coisas radicais porque ele também é radical. Pensando nisso, garantiremos aos visitantes uma pista de skate e uma parede de escalada”, ressaltou Aline Machado, coordenadora do novo ambiente do evento.

HALLELUYA KIDS

Um dos espaços que será montado é o Halleluya Kids, onde os pais poderão deixar os filhos enquanto curtem as atrações da arena principal. Atividades e apresentações lúdicas, especialmente para as crianças, estão sendo preparadas. Jogos, brincadeiras, shows e tudo para entreter a criançada, passada de maneira lúdica e envolvente.

Jogando por Música – 25/11/2010

Padrão

Salve!

Documentário sobre Elza Soares tem pré-estréia em Salvador

Nesta quinta-feira, 25, será realizada a pré-estréia do documentário “Elza”, filme que conta a história de vida e carreira da cantora Elza Soares. A exibição especial será feita no Cine XIV, no Pelourinho, em Salvador, e contará com uma convidada especial.

A própria Elza Soares estará na pré-estréia assistindo ao filme junto com Izabel Jaguaribe e Ernesto Baldan, os diretores responsáveis pela produção do documentário. “Elza” traz depoimentos e cenas de arquivo de importantes momentos da carreira da cantora. No filme é possível ver alguns encontros especiais de Elza Soares cantando ao lado de Paulinho da Viola, Caetano Veloso, Jorge Ben Jor e Maria Bethânia.

A pré-estréia é apenas para convidados, mas o filme entrará em cartaz no mesmo Cine XIV no próximo dia 03 de dezembro. Confira:

25/11/2010 – Salvador/BA
Cine XIV – Rua Frei Vicente, 12/14 – Quarteirão Cultural do Pelourinho
Horário: 20h00
Informações: 71 3321-1948 / www.saladearte.art.br

Diogo Nogueira faz seu último show do ano na capital paulista

Recém chegado da Europa, onde fez uma série de shows por cinco países, o sambista Diogo Nogueira volta a se encontrar com os fãs de São Paulo para o último show do ano na capital paulista. A apresentação está marcada para o próximo dia 02 de dezembro – Dia Nacional do Samba – e será realizada no palco do espaço de eventos A Seringueira.

O show faz parte da turnê de divulgação do mais recente trabalho do cantor, “Tô Fazendo a Minha Parte”. Além de músicas desse disco, Nogueira também prepara alguns clássicos do samba para o repertório do show.

Nessa apresentação que comemora o dia de um dos ritmos musicais mais populares no Brasil, Diogo Nogueira vai receber um convidado muito especial para dividir o palco: Jorge Aragão. O encerramento da noite fica por conta da bateria da escola de samba Mocidade Alegre.

A banda que acompanha o cantor é formada por Cacau Castro (surdo), Henrique Garcia (cavaco), Wallace Peres (violão), Carlinhos de Castro (pandeiro), Daniel Felix (percussão), Sidney Santos (baixo), Dirceu Leite (clarinete, sax e flauta) e Sandro Araujo (bateria). Confira:

02/12/2010 – São Paulo/SP
A Seringueira – Av. Francisco Matarazzo, 694
Horário: 23h00
Classificação etária: 18 anos
Ingressos: R$ 40,00 (pista 1º lote), R$ 50,00 (2º lote) e R$ 60,00 (3º lote) / R$ 80,00 (pista vip 1º lote), R$ 100,00 (vip 2º lote) e R$ 120,00 (vip 3º lote).
Vendas: no local e pelo site www.ingressorapido.com.br
Informações: 11 3868-9600 / www.aseringueira.com.br

Prêmio da Música Digital: confira lista dos vencedores da premiação

Na noite desta terça-feira, 23, foi realizada a cerimônia de entrega da primeira edição do Prêmio da Música Digital. Os vencedores receberam o prêmio no palco do Teatro Oi Casa Grande, no Rio de Janeiro, onde também foram realizadas diversas apresentações musicais.

Os vencedores do Prêmio da Música Digital foram os artistas que mais venderam músicas em formato digital durante o ano. No voto popular os vencedores foram a banda Restart (Artista Revelação), o cantor Luan Santana (Música do Ano: “Meteoro”) e a banda Móveis Coloniais de Acaju (Artista do Ano).

A festa começou com uma apresentação – via skype – do cantor e compositor Gilberto Gil, em parceria com o DJ Gui Boratto, tocando “Pela Internet”, música lançada por Gil em 1996. Outras parcerias da festa foram Otto e Céu, com “O Leite”, e Milton Nascimento e as cantoras Roberta Campos e Tulipa Ruiz, com “Quem Sabe Isso Quer Dizer Amor”.

Outros shows da noite foram da banda Restart, que tocou a nova “Pra Você Lembrar”, e o grupo Pato Fu, que encerrou a festa com “Todos Estão Surdos” e “Live and Let Die”, duas músicas que estão no disco mais recente, “Música de Brinquedo”.

Abaixo você confere a lista com os vencedores da primeira edição do Prêmio da Música Digital:

Vendas
MPB: Shimbalaiê (Maria Gadú)
Pop: Borboletas (Victor & Leo)
Rock: Me Adora (Pitty)
Regional: Chora, me Liga (João Bosco & Vinícius)
Sertanejo: Meteoro (Luan Santana)
Samba e Pagode: Valeu (Exaltasamba)
Urbana: Desabafo (Marcelo D2)
Religiosa: Faz um Milagre em mim (Regis Danese)
Internacional: Halo (Beyoncé)
Música Mais Vendida no Brasil: Halo (Beyoncé)

Voto Popular
Artista Revelação: Restart
Música do Ano: Meteoro (Luan Santana)
Artista do Ano: Móveis Coloniais de Acaju

Reconhecimento Digital
Marca mais engajada: Terra/Sonora
Artista mais engajado: Skank

Jogando por Música – 24/11/2010

Padrão

Salve!

Camisa de Vênus apresenta novo vocalista aos fãs de São Paulo

Depois de 10 meses da estréia oficial com o novo vocalista, finalmente os fãs paulistas poderão conferir a nova formação do Camisa de Vênus ao vivo. A banda tem agendado dois shows em São Paulo no início de dezembro.

O primeiro reencontro da banda com o público da capital paulista será no dia 02 de dezembro, no palco da casa de shows Hangar 110. A noitada de Rock ‘n’ Roll começa com a banda Lomba Raivosa, que faz a abertura da noite. Os ingressos para este show já estão à venda na loja 255, na Galeria do Rock. O segundo show do Camisa de Vênus está marcado para o dia 04 de dezembro e será realizado no palco do Kazebre, com abertura da banda Rock Véio.

O Camisa de Vênus anunciou no início desse ano que estava de volta à ativa com uma nova formação. Hoje a banda conta com Eduardo Scott (voz), Karl Hummel (guitarra), Gustavo Mullen (guitarra), Jerry Marlon (baixo) e Louis Bear (bateria). Confira os detalhes dos shows:

02/12/2010 – São Paulo/SP
Hangar 110 – R. Rodolfo Miranda, 110
Horário: 20h00
Ingressos: R$ 15,00 (antecipado) e R$ 20,00
Postos de vendas: loja 255 (galeria do Rock)
Informações: www.hangar110.com.br

04/12/2010 – São Paulo/SP
Kazebre Rock Bar – Av.Aricanduva, 12.011
Horário: 23h00
Ingressos: R$ 15,00 (antecipado)
Informações: www.okazebre.com

Oito discos de Tim Maia relançados em caixa especial com DVD

Chega às lojas no início de dezembro uma caixa especial do cantor Tim Maia contendo oito discos de estúdio e mais um DVD. Batizada como “Tim Universal Maia”, a caixa trará as versões em CD dos discos originais lançados pelo cantor entre 1970 e 1984.

Além dos seis primeiros discos que foram lançados apenas com o nome de “Tim Maia”, estão incluídos na caixa “O Descobridor dos Sete Mares” (1983) e “Sufocante” (1984). Também está incluso a edição em DVD de “Tim Maia in Concert”, show realizado em 1989 e gravado pela TV Globo. Esse DVD já foi lançado anteriormente de forma avulsa e agora volta às lojas no pacote “Tim Universal Maia”.

A caixa especial “Tim Universal Maia” é um lançamento da gravadora Universal Music.

Divulgada lista completa de bandas para o VI Orquídea Rock Festival

Os organizadores do festival Orquídea Rock divulgaram a lista com aescalação completa das bandas que se apresentarão na nova edição do evento. O VI Orquídea Rock Festival será realizado nos dias 10, 11 e 12 de dezembro em Lages, Santa Catarina.

Nos três dias de evento o público poderá curtir 29 shows de bandas de diferentes vertentes do Rock e Metal com origem nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo. Além dos shows, também será realizado um workshop de técnica vocal com o cantor e professor Ariel Coelho, integrante de bandas como Coda, Island, Bravery Branded, Brazilian Pink Floyd, Iron Maiden Tribute.

No local do evento o público terá disponível área para acampamento, piscina, bares e restaurante. Confira a lista das bandas confirmadas e as informações sobre o evento:

– Sounder
– 2 Minutes Hated
– The Four Horseman
– NervoChaos
– Holiness
– Glock
– ForKa
– Domination (Pantera Cover)
– Rage Darkness
– Sacredeath
– Semblant
– Palheta do Destino
– Lord Gato
– Coronel Lee
– Mercenary Tales
– Neofito
– Masterpiece
– Eruption
– Just Face
– Hangover Proof
– Leopoldo e Valéria
– Orquidea Negra
– Matilha
– Five Lines
– Osfen
– Sized
– Drunk Vision
– Tierramistyca
– Father’s Face
– Workshow de técnica vocal com Ariel Coelho

10, 11 e 12/12/2010 – Lages/SC
Pousada Refúgio do Lago – Rod. 438 Km 10 – a 15 Km do centro de Lages
Informações: www.orquideanegra.com

FONTES: UOL, TDM e Cravo Albin.

Jogando por Música – 23/11/2010

Padrão

Salve!

Nossa dica de hoje é o Dicionário Cravo Albin, com cerca de nove mil verbetes e em constante atualização, a versão on-line do Dicionário Cravo Albin é uma obra de referência para os estudiosos da música popular brasileira.

Conheça: www.dicionariompb.com.br

Sem tempo ruim Vanessa da Mata lança seu quarto álbum

Com disposição pop para encarar rádios, novelas, boates e festivais, Vanessa da Mata lança seu quarto álbum para se firmar na MPB de ponta.

Desde que Vanessa da Mata tomou o banho de chuva mais famoso de 2006 – repetido na tempestade que marcou sua apresentação no festival Natura Nós, em outubro –, o clube da nova MPB ganhou uma associada que não parece estar disposta a entregar a carteirinha tão cedo. A cantora matogrossense, 34 anos, já vendeu mais de um milhão de discos, na soma de seus lançamentos em CD e DVD, espalhando músicas por rádios, novelas e até boates, graças a remixes mais do que insistentes. “É dificílimo ser radiofônico”, reconhece ela, no quarto de um hotel em São Paulo, em outubro. “É uma melodia que tem acesso rápido, que te conforma instantaneamente. Você ouve, e ela fica em você.” As palavras vêm de quem enfiou “Ai, Ai, Ai” entre as mais tocadas de 2006. “Boa Sorte/Good Luck”, dueto com o americano Ben Harper, foi ainda melhor no ano seguinte. “Amado”, embora sem o mesmo sucesso das duas, entrou no Top 40 em 2008. O bom desempenho comercial, admite, trouxe mais liberdade para a concepção de seu quarto álbum, Bicicletas, Bolos E Outras Alegrias, com o qual tenta se firmar no primeiro time das novas cantoras: uma seleção sub-35 composta ainda por Roberta Sá e Maria Rita. “Este disco tem muito da possibilidade de ousar. Tem músicas que não são do padrão careta. Elas não são comerciais, mas são radiofônicas. As melodias são muitas vezes assimétricas, saem do comum. Chega a ser engraçado, porque desde o começo cantei o que não seria do universo popular.”

O começo do qual fala a fez cravar um pé no regional e outro nas pistas de dança. Os tais remixes, os mais famosos assinados por Ramilson Maia e DJ Deeplick, foram vitais para que outro tipo de público passasse a conhecê-la. Foi assim que canções como a pioneira “Não Me Deixe Só” ganharam espaço em rádios populares. “Iniciou um movimento de música brasileira no rádio, que antes não teria chance de entrar”, analisa. “Foi importante neste sentido. As pessoas compraram meus discos e descobriram diferentes arranjos.” Para ela, foi algo natural, do qual as músicas novas não vão escapar. “Elas automaticamente ganham remixes das rádios populares. Antes que isso aconteça, é bom já ter o remix encaminhado. Você não precisa ouvir sua música picotada de diferentes maneiras.”

Em tudo o que escreve, Vanessa enxerga potencial para virar hit, sem que ela perca a imagem da cantora que cresceu entre as cachoeiras de Alto Garças (MT), cidade de pouco menos de dez mil habitantes. “Se na minha cabeça elas já tocam tanto…”, explica aos risos. “Eu penso que todo mundo vai ficar com elas na cabeça também. São milhões de pessoas cantando na minha cabeça. É quase uma esquizofrenia poética.” No disco anterior, ela tinha certeza de que “Quem Irá Nos Proteger?” iria tocar até cansar. Mesmo sendo “completamente louca”, nas palavras dela. Um pouco por isso, a tarefa de pinçar faixas a serem trabalhadas é da gravadora mesmo. Para representar Bicicletas…, a Sony Music chegou a ficar em dúvida entre três: “O Tal Casal”, “As Palavras” e a faixa-título. A primeira foi a eleita. Uma das preferidas de Vanessa, porém, é “Te Amo” – das mais grudentas do disco. “Bolsa de Grife”, outra citada por ela, versa sobre o consumismo desenfreado. “Eu tento não achar que uma grife possa melhorar minha auto-estima em um momento em que não estou bem. É uma crítica, um filtro meu em relação ao assunto. Elas são pessoais, mas não falam de mim.”

Venda de ingressos para shows de Amy Winehouse no Rio e em Florianópolis começa nesta terça.

Começa nesta terça-feira (23) a venda de ingressos para os shows de Amy Winehouse em Florianópolis (Summer Soul Festival, na Pachá) e no Rio de Janeiro (HSBC Arena), que acontecem em 8 e 11 de janeiro de 2011, respectivamente.

Em Florianópolis, o preço dos ingressos custa R$ 100 (pista) e R$ 300 (camarote). No Rio, variam entre R$ 700 (pista premier) e R$ 180 (cadeira nível). Os bilhetes poderão ser comprados no site http://www.livepass.com.br e pelo telefone 4003-1527.

A turnê brasileira da cantora ainda passa por Recife (Centro de Convenções de Pernambuco) no dia 13 de janeiro e São Paulo (Arena Anhembi) no dia 15. A venda dos ingressos para o show na capital paulista começa no dia 30 de novembro (também pelo site http://www.livepass.com.br) e, para Recife, no dia 2 de dezembro através do site www.ingressorapido.com.br.

Em São Paulo, Florianópolis e Recife as apresentações farão parte de festivais que contarão ainda com a participação da cantora e compositora norte-americana Janelle Monae e do cantor, compositor, DJ e multiinstrumentista Mayer Hawthorne, além de outros artistas nacionais. No Rio de Janeiro, a apresentação da cantora na HSBC Arena terá como convidada especial apenas Janelle Monae.

AMY WINEHOUSE EM FLORIANÓPOLIS

Quando: 08/01, a partir das 20h
Onde: Summer Soul Festival (Stage Music Park, Pachá – Rod. Maurício Sirotsky Sobrinho, s/n, Jurerê)
Quanto: R$ 300 (camarote) e R$ 100 (pista); há meia-entrada para todos os setores
Ingressos: pelo site www.livepass.com.br e pelo telefone 4003-1527
Censura: 16 anos

AMY WINEHOUSE NO RIO DE JANEIRO

Quando: 11/01, a partir das 18h30
Onde: HSBC Arena (Av. Embaixador Abelardo Bueno, 3401, Barra da Tijuca)
Quanto: R$ 700 (pista premier), R$ 280 (pista), R$ 340 (cadeira nível 1) e R$ 180 (cadeira nível 3); há meia-entrada para todos os setores
Ingressos: pelo site www.livepass.com.br e pelo telefone 4003-1527
Censura: 16 anos

Primeira turnê solo de Sandy chega a São Paulo nesta semana

O reencontro da cantora Sandy com seus fãs paulistas está marcado para esta semana. Nos próximos dias 25 e 26, quinta e sexta-feira, Sandy apresenta no palco do Citibank Hall os primeiros shows na capital paulista de sua turnê como artista solo.

Os shows fazem parte da turnê de divulgação do álbum “Manuscrito”, primeiro disco solo da cantora. Além de mostrar ao público seu novo trabalho, Sandy deve relembrar alguns sucessos da carreira em parceria com o irmão Junior. A turnê começou no último dia 19 com uma apresentação em Curitiba.

“Estas apresentações pontuais representam o ‘marco zero’ de minha volta aos palcos, agora em carreira solo. Elas também têm o papel de anunciar o que há por vir em 2011, quando pretendo percorrer as principais capitais do Brasil, além de outras cidades”, comentou Sandy.

“Ao longo deste ano estive mais focada na produção e lançamento do disco. Mas confesso que estou com muita saudade de fazer shows porque é quando eu mais me realizo enquanto artista e me sinto em contato ‘mais próximo’ com meu público. Não vejo a hora de começar”.

No palco do Citibank Hall Sandy será acompanhada pelos músicos André Caccia Bava (guitarra), Maurício Caruso (violão), Eloá Gonçalves (piano e teclado), Alex Heinrich (baixo) e Adelino Costa (bateria). Confira as informações sobre os shwos em São Paulo e outras duas apresentações já agendadas para este ano:

25 e 26/11/2010 – São Paulo/SP
Citibank Hall – Al. dos Jamaris, 213
Classificação etária: Não será permitida a entrada de menores de 14 anos; 14 e 15 anos permitida a entrada (acompanhados dos pais ou responsáveis legais); 16 anos em diante permitida a entrada (desacompanhados).
Ingressos: R$ 60,00 (mesa setor 3), R$ 80,00 (mesa setor 2), R$ 100,00 (mesa setor 1), R$ 130,00 (mesa vip / camarotes).
Informações: 4003-6464 / www.citibankhall.com.br

28/11/2010 – Rio de Janeiro/RJ
Vivo Rio – Av. Infante Dom Henrique, 85
Horário: 20h00
Classificação etária: 16 anos. Menores de 16 anos somente acompanhados do responsável legal.
Ingressos: R$ 50,00 (setor 3 / frisas / camarote B), R$ 70,00 (setor 2), R$ 90,00 (setor 1), R$ 120,00 (setor vip / camarote A).
Informações: www.vivorio.com.br

02/12/2010 – Porto Alegre/RS
Teatro do SESI – Av. Assis Brasil, 8.787

Lançamento de hoje: Neologia

Destaque da cena musical de Salvador, com dois anos de elogiados shows e gravações, a banda baiana Neologia.

A sonoridade do grupo vem renovada com arranjos enxutos e eficientes, que realçam as harmonias sofisticadas, valorizando letras bem elaboradas, que tratam de temas que vão do romantismo a questionamentos sobre a vida e o amor no sec. XXI. Destaca-se também a opção por uma pegada pop, com boa exploração da tríade guitarra-baixo-bateria, sem abrir mão de influências da música brasileira, com recursos sonoros de instrumentos como acordeon e a cuíca. Outro ponto a favor são as interpretações do vocalista Ian, que mostra nas novas gravações maturidade para dosar, de forma equilibrada, leveza e momentos mais intensos.

FONTES: Billboard, TDM, Dicionário Cravo Albin e UOL.

Jogando por Música – 22/11/2010

Padrão

Salve!

Entrou no ar neste final de semana mais um blog dedicado a música. O Blog do Marcelo Dutra aborda o universo da música, sem preconceito, falando de todas as vertentes da música. O blogueiro promete atualização diária e muita novidade da Costa do Dendê e Recôncavo da Bahia.

Conheça o Blog do Marcelo Dutra – www.marceloradialista.blogspot.com

70 Anos dos Pelés
Por: Paulinho Rosa

Parabéns pra você…

Pelé comemorou mês passado os 70 anos de vida, mesmo parecendo bem mais novo essa é a idade do nosso eterno Rei do futebol. E qualquer comemoração é muito pequena se comparado com a importância e tamanho do nome, das suas realizações e de tudo que alcançou além de projetar o Brasil para o mundo.

Por falar em 70 anos, em fevereiro próximo Dominguinhos completará os seus 70 anos.

Várias semelhanças existem nesses dois aniversariantes. Primeiro porque Dominguinhos é um Pelé da música, ou será que Pelé é um Dominguinhos do futebol? Alguns vão me chamar de louco, que estou exagerando e coisas do tipo, mas acho que realmente Pelé merece ser comparado a Dominguinhos.

Tá bom, tá bom, vou parar de ser tão fã e escrever a sério, mas de verdade se perguntarem aos músicos eles vão dizer que não há nenhum exagero no que estou falando.

A grande diferença é que forró não é difundido como futebol, e Dominguinhos nunca fez a menor questão de ser super reconhecido.

Pelé não teve escolha, se tornou Rei com 17 anos do esporte mais popular do planeta e isso fez dele celebridade que parou guerras, dispensou e dispensa passaportes e ainda se tornou sinônimo de excelência, referência de qualidade, adjetivo de perfeição, por isso chamar Dominguinhos de ‘Pelé da música’ cabe bem.

Já Dominguinhos optou por ser músico daquilo que tem maior afinidade: forró, que já cansei de relatar neste espaço o quanto é vilipendiado e esquecido por mídia e gravadoras; talvez por isso não tenha o mesmo reconhecimento. Fosse ele um americano e tocasse rock ou pop, hoje o Maracanã seria pequeno.

Dominguinhos assim como Pelé, Michael Jordan e mais alguns, são pessoas dotadas de dons extraordinários para aquilo que fazem, muito acima dos demais. Senão como explicar Pelé ter sido tão melhor e ter números tão superiores a qualquer outro jogador que treinou tanto ou mais que ele? O mesmo vale para o astro do basquete norte americano. Dominguinhos também é um caso especial. Autodidata e intuitivo ao máximo não lê música, mas sua musicalidade o leva a quase antever o que virá e passa a tocar mesmo sem conhecer a música. Seus acordes, bem como suas melodias e harmonias, costumeiramente geniais, saem de uma sanfona delicada, tranquila, com sons que passeiam pela música como se estivessem navegando em águas calmas, como se estivessem planando em um céu de brigadeiro, transportada por uma suave e porque não perfumada brisa. Que delícia é ouvir cada frase de sanfona, cada introdução que ele cria e que ficará marcada na história da música. Já foram tantas e tantas virão.

O tempo tem sido aliado dos 70 anos de Dominguinhos, assim como foi com Pelé que fez gol em final de copa do mundo com 17 anos. Nosso sanfoneiro gravou ‘Forró no Escuro’ com ninguém menos que Luiz Gonzaga, isso em 1957, quando tinha apenas 16 anos.

O início também é parecido, ambos vieram de cidades pequenas, embora Garanhuns seja um pouco maior que Três Corações.

O pai de Pelé, Dondinho era jogador, quase amador, mas era, assim como mestre Chicão, pai de Dominguinhos, que se arriscava na sanfona de uma forma bem distante da que o filho faz até hoje.

Pelé volta e meia se vê as voltas com algum rival dizendo ser melhor que ele, Maradonas, Platinis, Garrinchas e etc., todo mundo querendo ser Pelé. Dominguinhos também sofre comparações, mas nesse caso os próprios costumam tirar as dúvidas e reconhecem a virtuosidade indiscutível desse cidadão de Garanhuns e do mundo. Por falar em mundo, ele pouco conhece de Dominguinhos, o receio de andar de avião que o acomete desde boa parte de sua vida adulta, o faz perder inúmeros shows e consequente reconhecimento planetário, pois acaba ficando preso entre o oceano Atlântico e as divisas deste país gigante que ladeia vários países, que mesmo visitáveis de carro, ele pouco se aventura. Pelé, mais ousado, vive passeando pra lá e pra cá, emprestando sua imagem mítica para quem quiser ver e aproveitar.

Mais uma coincidência de ambos é serem bons de tabela, enquanto Pelé vivia ao lado de Coutinho, Tostão, Edu, Rivelino e muitos outros em lances geniais que deixava qualquer defesa maluca, Dominguinhos tem desde sempre feito tabelas que parecem verdadeiros gols de placa. Foi assim com mestres sanfoneiros como o próprio Gonzaga, Sivuca e Osvaldinho do Acordeon, mas também com músicos de outros instrumentos como Heraldo do Monte, Gilberto Gil e com jovens instrumentistas como recentemente Yamandu Costa.

Outra coisa em que coincidem é que Dominguinhos sempre gostou de jogar bola, enquanto Pelé se arriscou no violão chegando até a gravar música, mas devemos concordar que ambos são melhores nas próprias funções, embora Dominguinhos sempre diga ter sido bom jogador, será? Já Pelé na música…

De qualquer forma ambos merecem ser muito comemorados. Acho que o que foi feito pelo Pelé nas comemorações foi muito aquém do que ele merecia. Quem sabe em um minuto no dia do aniversário dele o país inteiro pudesse ter se ajoelhado em homenagem a nossa majestade, tal a importância dele. Exagero ou não, acho que deveríamos ter tido todas as capas de revista, até as de culinária, com Pelé estampado, os programas de televisão com retrospectivas e matérias recentes sobre o mais popular e conhecido brasileiro do mundo e ainda seria pouco.

Escrevo para que não cometamos o mesmo erro com Dominguinhos. Nosso grande sanfoneiro merece uma mega, hiper, super gigante comemoração, daquelas de ser vista pelos astronautas no espaço a olho nu, daquelas de não deixar dúvidas da sua importância.

Dominguinhos e Pelé! Não é bom ser brasileiro?

Sting lança disco ao vivo acompanhado de orquestra

A turnê de divulgação do mais recente trabalho de estúdio do músico Sting gerou novos frutos. O cantor lança na próxima semana um novo álbum ao vivo, chamado “Live in Berlin”, que traz registrado uma apresentação realizada em 21 de setembro na capital alemã.

O show que resultou nesse lançamento, em CD e DVD, fez parte da turnê de divulgação do álbum “Symphonicities”, lançado este ano, que traz sucessos do cantor com novos arranjos orquestrados. Você confere uma resenha desse disco aqui no Território da Música.

“Live in Berlin” traz Sting e sua banda acompanhados pela Royal Philharmonic Concert Orchestra apresentando músicas como “Every Little Thing She Does is Magic”, “Desert Rose” e “Russians”, entre outros clássicos. A seguir você confere o repertório do Cd e do DVD:

CD
01. If I Ever Lose My Faith In You
02. Englishman In New York
03. Fields Of Gold
04. Why Should I Cry For You?
05. All Would Envy
06. Tomorrow We’ll See
07. The End Of The Game
08. Whenever I Say Your Name
09. Shape Of My Heart
10. Moon Over Bourbon Street
11. Mad About You
12. King Of Pain
13. Desert Rose
14. Fragile

DVD
01. A Thousand Years
02. Every Little Thing She Does is Magic
03. Englishman in New York
04. Roxanne
05. When We Dance
06. Russians
07. I Hung My Head
08. Why Should I Cry For You?
09. Whenever I Say Your Name
10. This Cowboy Song
11. Tomorrow We’ll See
12. Moon Over Bourbon Street
13. The End of the Game
14. You Will Be My Ain True Love
15. All Would Envy
16. Mad About You
17. King of Pain
18. Every Breath You Take
19. Desert Rose
20. She’s Too Good For Me
21. Fragile
22. I Was Brought to my Senses (Intro)

Paul canta com coro de 64 mil vozes no Morumbi, em São Paulo

Uma espera de dezessete anos terminou quando sir Paul McCartney subiu ao enorme palco montado no estádio do Morumbi, em São Paulo, às 21h35 (horário de Brasília) deste domingo (21). Os fãs paulistanos do ex-Beatle e quem veio à cidade para o show aguardavam ansiosos desde 1993, após a primeira passagem de Paul por São Paulo, quando ele tocou no estádio do Pacaembu.

Aos 67 anos, mas com a energia do garoto que fundou os Beatles com o amigo de infância John Lennon há cinquenta anos, Paul começou quebrando tudo com o rock pesado das músicas Venus and Mars/Rock Show e Jet, da sua carreira solo. As mais de 64 mil pessoas que foram ao Morumbi gritavam em delírio.

E os gritos aumentaram quando Paul anunciou a terceira música, e a primeira dos Beatles, All My Loving, cantada em uníssono pelo público. Ele emendou em outro clássico da ex-banda, Drive My Car, que provocou a catarse dos fãs de todas as idades que lotam o Morumbi.

“Boa noite” Obrigado, paulistas!”, disse ao público, em português, provocando mais gritos dignos do auge da “beatlemania” nos anos 60. Ao cantar My Love, dedicada ao grande amor Linda, que morreu em 1998, ele “gastou” o português. “Eu escrevi essa música para minha gatinha linda. Mas esta noite ela é para todos os namorados”.

Paul faz o último show da tour no Brasil hoje. Veja mais detalhes:

Paul McCartney – turnê Up and Coming Tour
Data: segunda-feira (22/11)
Horário: às 21h30
Local: Estádio do Morumbi- Praça Roberto Gomes Pedrosa – s/nº
Telefone: (11) 3749-8000

FONTES: TDM, Facebook, IG, UOL e Dicionário Cravo Albin.